Navegando nas águas dos social medias: Como a The Wedge cria legendas para as redes sociais

Social media

Hoje falaremos sobre o lindo e maravilhoso mundo dos social medias.

 

Para quem é marujo de primeira viagem, não se preocupe, faremos uma pequena reprise ressaltando a importância desse setor em uma empresa de marketing digital para depois, com uma base já bem estruturada, passar a falar do real foco desse post: a criação de legendas.

 

Antes de entrarmos nesse navio e navegar por águas turbulentas, vamos às primeiras lições: reconhecimento do mar.

 

No oceano do marketing digital é necessário que todos os mecanismos de contato com o cliente sejam bem trabalhados, seja em pesquisas no Google, palavras-chaves ou em buscas nas redes sociais. Hoje em dia 75% dos usuários de internet usam redes sociais, ou seja, se você faz um bom investimento em redes sociais você sabe que vai atingir 3/4 dos usuários de internet, que chega a 93 milhões de pessoas em todo o Brasil.

 

– Wow! Tudo isso?

 

Sim, tudo isso.

 

 

Com o mar já reconhecido vamos para a segunda lição do dia: saiba nadar para não se afogar no mar de opções.

 

Sabemos que quase 100 milhões de pessoas usam as redes sociais no Brasil, ok, o próximo passo é: quem eu quero atingir?

 

Agora sim, meus queridos marujos, que começa o verdadeiro aprendizado de automar. Qual é o público-alvo da sua empresa ou do seu cliente? Antes mesmo de escolher a vara de pescar precisamos saber que peixe desejamos pescar! É por isso que uma análise de potenciais clientes é realizada antes de criar uma campanha. Existem diversas maneiras de descobrir quais são as vontades, problemas e sonhos do público-alvo, uma delas (inclusive é a que usamos aqui na The Wedge) é o Estudo de Persona.

 

Mas calma lá, não vamos navegar muito nessa direção, falaremos mais sobre o Estudo de Persona num futuro não tão distante. Vamos nos segurar na boia para não afundar e focar no assunto: a criação de legendas.

 

Já sabemos que vamos investir em redes sociais, já sabemos quem são nossos públicos, já sabemos o que queremos comunicar… e agora? Agora vem as aulas de navegação! Como vamos nos comunicar?

 

Não existe nada melhor do que ler um post, texto ou comentário que use uma linguagem exatamente como falamos no dia a dia. Esse post, por exemplo, está sendo escrito com uma linguagem mais descolada (sim, sou dos anos 90) porque o público-alvo desta postagem usa esse tipo de linguagem, por isso um social media deve ser versátil e saber trocar de vocabulário rapidamente, sem deixar que seus leitores se sintam desconfortáveis no decorrer da leitura.

 

Quando se cria uma visão bem detalhada de quem você quer atingir tudo fica mais fácil. As imagens precisam corresponder com uma estética apropriada e as cores, as formas e o texto devem conversar e complementar a ideia geral, é por isso que a redação acaba sendo tão importante.

 

Para te ajudar a compreender melhor tudo isso que estou trazendo aqui, vamos sair um pouco do mundo das ideias e partir para  prática:

 

Essa postagem trazida como exemplo foi criada para um dos nossos principais clientes, a MKS Empreendimentos. O público-alvo desse cliente é bastante variado, mas no caso dessa postagem, foi direcionada para o público de jovens, estudantes, recém formados ou recém casados.

 

 

O bacana dessa postagem foi uma aposta nos elementos sensoriais do cliente. Num único texto convidamos o prospect a ouvir uma música, imaginar o cheiro de café recém passado e aproveitar a vista incrível do empreendimento em questão. Desse modo, conseguimos transportar o leitor até o local da foto, com um texto rápido, fluido e conciso.

 

Mas se seu cliente é um pouco mais clássico e precisa sentir confiança com uma linguagem mais cordial, pode dar uma olhada nesse segundo exemplo:

 

 

A Construtora Celi é outro de nossos grandes clientes. Nesse post de data comemorativa (Dia dos Avós) usamos uma linguagem sem gírias e com um dialeto mais moderado, porém, mesmo usando esse tipo de linguajar não deixamos de trabalhar o instinto dos nossos clientes, sempre trazendo em sua memória momentos bons do passado. Isso cria uma boa ligação entre a empresa e a vida do nosso público.

 

Poderíamos ficar horas trabalhando com exemplos neste texto, porém, meu objetivo aqui não é afogar vocês com tanta informação. Esse post não se estenderá por muito mais do que isso, mas se você quiser saber mais sobre como criar uma persona, planejar uma campanha, acompanhar o desenvolvimento de uma página e fazer relatórios bem elaborados, continue acompanhando o nosso blog! Nossa ideia é transformar nossas páginas em um banco de ideias/ajuda para que você sempre possa buscar referências!

 

É claro que você pode entrar em contato com a gente se tiver dúvidas, ficaremos MUITO felizes em ajudar. 🙂

 

Fica aqui o convite para você curtir as nossas páginas nas redes sociais:

https://www.instagram.com/thewedgeoficial/

https://www.facebook.com/thewedgeoficial/

Até mais!

Por Cássio de Souza – assistente de social media na The Wedge