Marketing de conteúdo: O jeitinho The Wedge para escrever blogposts

Inbound marketing

Se precisássemos definir de forma rápida e direta, podemos dizer que o marketing de conteúdo é uma ferramenta dentro da estratégia de inbound marketing que visa ajudar e engajar as pessoas. Ou seja, ele deve ser interessante, atrativo, refrescante e deve trazer novidades para quem está lendo.

Utilizamos diversos formatos de conteúdo para atrair e informar, a principal delas é o blogpost.

Pense nos diversos conteúdos com os quais você é bombardeado todos os dias: O que te leva a clicar nos links?

E o que te leva – depois de abrir o texto – a ler até o final?

Essas são algumas perguntas que guiam o nosso trabalho.

Entenda: O interessante para nós é que você fique satisfeito após a leitura. Seja porque sanamos uma dúvida ou dor sua, ou porque você se informou sobre algo que desconhecia.  Sem dúvida nenhuma, a intenção também é despertar o interesse na marca e no que ela representa.

O mais importante é que o conteúdo agregue algo ao seu momento, o texto precisa ter algum valor para você – por mais simples que ele possa parecer.

 

Cliente: Construtora Concisa

 

É com esse pensamento que os blogposts são produzidos aqui. A produção de blogposts requer algo que vai muito além de pesquisa, é preciso principalmente exercer a empatia.

“Empatia: Significa a capacidade psicológica para sentir o que sentiria uma outra pessoa caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela.

Só assim, é possível criar textos realmente relevantes. Ao final de cada blogpost nós sempre nos fazemos as seguintes perguntas:

  • Eu leria este texto?
  • Este texto me ajudaria em algo?
  • Este texto está interessante?
  • Eu compartilharia esse texto nas redes sociais ou com algum amigo?

Para ajudar a exercer a empatia, os blogposts são sempre desenvolvidos de acordo com as buyer personas – que são personagens criados a partir do estudo da marca e dos seus clientes.

É preciso, também, ser flexível e versátil, sabendo se comunicar com os mais variados tipos de pessoa, afinal se trabalha com vários clientes, que atendem os mais diversos públicos. Não é interessante utilizar uma linguagem muito formal para um público mais jovem, nem ser muito “descolado” com um público mais sênior.

Estamos sempre em busca de novas referências e novas formas de comunicar com o público. Fazer mais do mesmo é proibido no marketing de conteúdo!

Cliente: Toro Partners

 

Algo que ajuda muito no nosso trabalho é o fato de sermos, atualmente, quatro cabeças pensantes trabalhando em sinergia. A equipe produz para todos os clientes, o que contribui para que os conteúdos sejam sempre renovados e haja um “olhar diferente” sobre os temas trabalhados.

Afinal de contas, a gente sabe que depois de algum tempo falando sobre assuntos parecidos as inspirações acabam e o cérebro precisa dar uma “respirada”.

O conteúdo deve ser gostoso de ler, por mais denso que o assunto pode ser.

 

Cliente: Guarida Imóveis

 

Parece ter muitas regrinhas, né? Mas quando abrimos o editor de texto, as coisas acabam fluindo e nós nos divertimos muito produzindo cada conteúdo.

O segredo do nosso jeitinho: A empatia, colocar-se no lugar de quem vai ler, além de uma boa pesquisa, boas referências e uma pitada de criatividade é o que faz um blogpost ser interessante e relevante.