Jeitinho The Wedge para criar landing pages que convertem

Criação

Criar landing pages com foco em performance é um processo que já está enraizado no coração da equipe de criação da The Wedge. Isso porque ela é parte fundamental de uma estratégia de marketing bem sucedida. Neste post vamos apresentar a função de uma landing page em uma campanha e o nosso jeitinho de fazer.

 

Landing Page? O que é? Do que se alimenta?

 

Landing pages são páginas especiais que seguem as regras de experiência do usuário, ou seja, todos os elementos no seu layout estão ali por alguma razão; não existe nada que faça o usuário se distrair e não cumprir o objetivo da página. E qual é esse objetivo? As landing pages se alimentam de leads. Sua principal função é coletar informações dos visitantes que são estratégicas para a empresa que está oferecendo um produto ou serviço.

 

Landing Page para a Guarida Imóveis com foco em captar leads de pais de estudantes que passaram no vestibular e vão morar em Porto Alegre.

 

Pegou um pouco da vibe?

 

Agora vamos te mostrar o que toda landing page precisa ter para transformar seus visitantes em leads e a nossa forma de fazer isso acontecer!

 

Contando histórias

 

Para levar o usuário até a conversão, nós criamos um caminho para ele seguir. É como se fosse uma história com início, meio e fim. No início apresentamos o produto ou o serviço de uma maneira que deixe o visitante curioso, querendo saber mais. No meio oferecemos mais informações e argumentos que provam o quanto o produto irá satisfazer as necessidades dele e instigamos o seu desejo de entrar em contato com a empresa para saber como adquirir aquele produto ou até mesmo receber informações mais específicas. E por fim, levamos o usuário até o formulário de conversão, onde ele irá preencher os campos com seus dados e assim se tornar um lead.

 

Landing Page sobre o serviço de seguro para pets da Guarida Imóveis.

 

Para construir essa narrativa de uma forma que o olhar do usuário seja levado naturalmente até o final da landing page, utilizamos um recurso básico de experiência de usuário e performance: call to actions. Falaremos mais sobre esse recurso em uma outra postagem, mas é bom saber que call to action (ou chamada para ação) são botões que levam o usuário para algum lugar estratégico da landing page, como o próprio formulário.

 

O famigerado formulário

 

Uma landing page não é uma landing page se não possuir um formulário. Esse precisa estar estrategicamente posicionado dentro do layout para que seja preenchido com sucesso. Não existe uma regra, um lugar específico para que o formulário esteja posicionado, porém seus campos devem estar claros e sem nenhuma interferência de outro elemento presente na página.

 

Landing Page do empreendimento Vida Viva Boulevard da Melnick Even

 

Checklist da Perfeição

 

Existem pequenos detalhes que não podem ser esquecidos na criação de uma landing page:

 

É extremamente necessário criar uma versão mobile da página, pois, provavelmente muitos visitantes chegarão na landing page utilizando seu celular, onde a experiência de usuário é diferente de um desktop – possui um espaço menor para dispor as informações, por exemplo.

 

Além disso, é necessário criar uma página de obrigado para que seja possível mensurar a conversão – mensuração feita a partir de tracking codes do Google Analytics e o Pixel do Facebook. Ela estará linkada no botão do formulário, ou seja, após o usuário preencher os campos e clicar no botão, cairá nesta página, tendo certeza de que seus dados foram recebidos com sucesso.

 

A magia do digital faz com que tenhamos a possibilidade de fazer testes e mudar uma campanha para ter mais resultados enquanto ela está sendo veiculada. Nas landing pages, gravamos as visitas dos usuários através de ferramentas de heatmaps – mapas de calor – que nos mostra como está a experiência e o que é possível ajustar.

 

 

Mapa de calor de movimento de mouse na landing page do empreendimento Moinhos Chroma, da Forma Inc.

 

Buscar referências diferentes e estudar melhor como o público-alvo se comporta e o que ele quer são os passos básicos para criar uma landing page inovadora e consequentemente conversora. A cereja do bolo é a criatividade.

 

Agora você já conhece nosso jeito de criar landing pages! Se quiser saber mais detalhes técnicos ou sobre onde encontrar referências, entre em contato conosco que estamos dispostos a responder suas perguntas.

 

Até a próxima,

Equipe de Criação The Wedge.